A SEPTUAGINTA [ou LXX: Fraude das fraudes].





A Septuaginta é uma antiga tradução grega do Velho Testamento. Ela não foi inspirada!
A tradição diz que a Septuaginta (conhecida também como LXX, porque 70 escribas teriam sido utilizados para sua produção) teria sido escrita cerca de 250 anos antes da era Cristã. Mas não há nenhuma verdade nisso.



EXISTIU UMA SEPTUAGINTA PRÉ-CRISTÃ ?

Em seu livro Forever Settled (publicado por The Bible For Today: 900 Park Avenue, Collingswood. N.J. 08108 USA) Jack Moorman escreve na página 13:

 Paul Kahle, um famoso estudioso do Velho Testamento que realizou extenso trabalho [de pesquisa] a respeito da Septuaginta, não acredita que houve uma real versão grega antiga [isto é, de antes da era Cristã] e, consequentemente, [acredita que] os manuscritos da Septuaginta (assim chamada) não podem ser rastreados retroativamente até um arquétipo [o padrão ou modelo, original, a partir do qual todas as cópias derivam].

Peter Ruckman (no seu livro Christian's Handbook of Manuscript Evidence) tomou posição similar. Seus argumentos podem ser resumidos como se segue:

1. A carta de Aristeas é mera invenção fraudulenta e malévola (Kahle chama-a de "propaganda" [propaganda intensa e enganosa]), e não há nenhuma evidência histórica de que um grupo de estudiosos traduziu o Velho Testamento para o grego entre 250 e 150 a.C.
2. As pesquisas de Paul Kahle mostram que não houve cópia pré-cristã da LXX.
3. Ninguém nunca pode apresentar uma cópia grega do Velho Testamento escrita antes de 300 d.C.
4. De fato, a Septuaginta “cita” [as palavras exatas, ou quase exatas] a partir do Novo Testamento, e não vice versa. Isto é, os posteriores formuladores [da fraude] do Velho Testamento Grego o fabricaram fazendo-o conformar-se ao texto Grego do Novo Testamento."




TEXTOS PROBLEMAS:
Em seu magistral livro "Errors" in the King James Version (seu título antigo foi Problem Texts) (publicado por Pensacola Bible Institute Press, P.O. Box 7135, Pensecola, Florida 32504. USA.) Peter S. Ruckman, Ph.D., escreve a respeito da Septuaginta no apêndice 2, páginas 407 a 409:
 

"Tenho uma cópia da notória Septuaginta sobre a minha mesa (Zondervan Publishing Co.1970, de Samuel Baxter & Sons, London). Na Introdução [da Septuagainta], a linha partidária da Seita Alexandrina {*}está exposta tão ordenadamente quanto os ladrilhos de um piso de cerâmica. Nosso escritor [da Introdução] diz:

"O FATO poderá ser considerado como CERTO que o Velho Testamento Grego LXX começou a ser traduzido antes de 285 a.C."

A evidência para isto ? Não seja tolo; a Seita Alexandrina nunca lida com evidências."

{* Nota do Tradutor: Por "Seita Alexandrina", Ruckman se refere àqueles, de hoje, com o mesmo espírito de adoração ao pseudo intelectualismo, e à novidade, e à descrente crítica textual que se rege por “quanto mais conflite com a fé simples e ortodoxa, melhor” que caracterizavam a Escola Alexandria [no Egito], devida ao terrível Orígenes, um dos pais dos terríveis alegorismo e crítica textual descrentes}
 

Cada manuscrito da LXX citado na Concordância da Septuaginta foi escrito [pelo menos] 200 anos depois que a escrita do Novo Testamento foi concluída. Eles são os seguintes:


Ruckman então lista os 4 manuscritos gregos dos quais a Septuaginta veio. Detalhes breves incluem:

1- Alexandrinus: escrito mais de 300 anos após o Novo Testamento ter sido completado. Omite Gênesis 14:14-17; 15:1-6, 16-19, 16:6-10, Levítico 6:19-23, 1 Samuel 12:17-14:9, 1 Reis 3-6 e Salmos 69:19-79:10.
2-Aleph - Sinaiticus: escrito mais de 200 anos após o Novo Testamento ter sido completado. Omite Gênesis 23:19-24:46, Números 5:27-7:20, 1 Crônicas 9:27-19:17, e, na sua inteireza, os livros de Êxodo, Josué, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, Oséias, Amós, Miquéias, Ezequiel, Daniel e Juízes. Contém livros apócrifos do Novo Testamento.
3-Codes Ephraemi: escrito mais de 300 anos após o Novo Testamento ter sido completado. Omite Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio, Josué, Juízes, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, e todos os profetas maiores e profetas menores!
4-Vaticanus: omite tudo desde Gênesis 1:1 até 46:28, todos os Salmos de 105:26 a 137:6, e partes de 1 Samuel, 1 Reis e Neemias. Contém os livros apócrifos do Velho Testamento.



Ruckman continua:

"Aqueles interessados em adicionais evidências da fraude observarão que todo e cada manuscrito em papiro encontrado contendo alguma parte do Velho Testamento nele, foi escrito após a Ressurreição [do Cristo], com a exceção de um fragmento contendo menos que 6 capítulos de Deuteronômio nele.
Os papiros da [assim, erradamente, chamada] “Septuaginta” (no nosso livro The Christian's Handbook of Manuscript Evidence, páginas 48-51, publicado em 1970, listamos todos esses 23 papiros, resumindo tudo que contêm e as datas que em que foram escritos) foram todos escritos dentro de 60 a 500 anos após João ter terminado de escrever o livro do Apocalipse."

"A mitológica LXX ou Septuaginta é o mais persistente fantasma [falsidade] a assombrar [seduzir e enganar] o cristianismo ortodoxo, desde o mito que Cristo nasceu em uma caverna. A [falsa] teoria [da Septuaginta] está baseada em uma [mera] especulação abstrata do mais desvairado e selvagem tipo, sem nem sequer um pedacinho de evidência documentada confiável, de QUALQUER tipo, de que em tempo algum jamais houve sobre este planeta uma única simples cópia de um VELHO Testamento em GREGO, antes de se erguer a escola em Alexandria por Origenes, 100 anos depois de o Noto Testamento estar integralmente completado, contudo, até este dia [na década de 1980] existe em cada campus de cada escola [seminário, universidade, instituto bíblico]fundamentalista nos EUA a nebulosa assombração deste fantasma inexistente [ a Septuaginta]."



Se o leitor está interessado em estudar mais esse assunto das Versões da Bíblia ,e como é e porque é que a King James Bible é a infalível Palavra de Deus, então você deve simplesmente comprar o livro "Errors" in the King James Version (seu título antigo foi Problem Texts), Ruckman. Nunca em todos os meus dias eu li fatos tão avassaladores e convincentes em favor da Versão Autorizada [a mesma King James Bible]. Mas esteja avisado, o estilo de Ruckman não é para os de frágeis corações [a linguagem e estilo de Ruckman são fortes] que se ofendem facilmente, especialmente se eles têm medo de encarar os fatos como eles são!




Presbítero David B Loughran, Agosto 1999.

Traduzido pelo Seminarista Luis Henrique, Março 2006.


Todas as citações bíblicas são da ACF (Almeida Corrigida Fiel, da SBTB). As ACF e ARC (ARC idealmente até 1894, no máximo até a edição IBB-1948, não a SBB-1995) são as únicas Bíblias impressas que o crente deve usar, pois são boas herdeiras da Bíblia da Reforma (Almeida 1681/1753), fielmente traduzida somente da Palavra de Deus infalivelmente preservada (e finalmente impressa, na Reforma, como o Textus Receptus).



(Copie e distribua ampla mas gratuitamente, mantendo o nome do autor e pondo link para esta página de http://solascriptura-tt.org)




(retorne a http://solascriptura-tt.org/ Bibliologia-PreservacaoTT/
retorne a http:// solascriptura-tt.org/ )